O perigo do Hidrogel

0 115

Após a polêmica da modelo que aplicou hidrogel nas coxas e teve sérios problemas de saúde, o hidrogel ficou sendo muito falado, e surgiram muitas dúvidas sobre o produto, mas afinal, qual seu uso correto? Existe uso correto? Leia nosso artigo e entenda.

O hidrogel é usado com a função de preenchimento, e tem um custo baixo, por isso muitas pessoas começaram a aplicá-lo na região das coxas e glúteos. No entanto, o problema do hidrogel é que ele pode causar inflamações no corpo após se infiltrar em seus tecidos e acabar virando uma infecção. Foi isso que ocorreu com a modelo citada no ínicio do texto.

Desde 2008 o hidrogel é liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso, mas com certas restrições. Apenas duas empresas no Brasil possuem o produto, mas em nenhum dos casos a empresa pode comercializar por conta de problemas de regulamentação.

O uso seguro do hidrogel consiste em sua aplicação na correção de pequenas cicatrizes, e na suavização de rugas e flacidez na área do pescoço e do rosto. Sua utilização para preenchimentos nas coxas e nas nádegas é muito arriscada, por isso seu uso não é liberado.

O maior risco do hidrogel é que se espalhe pelo corpo, pois mesmo que o corpo produza uma cápsula que o envolve, o sistema imunológico pode reconhecê-lo como algo estranho.

Então diversos problemas podem ser acarretados, como alergias, deformidades, necrose, embolia pulmonar e até mesmo a morte do paciente, e seus efeitos colaterais não aparecem rápido, pois como o hidrogel demora para ser eliminado do corpo os efeitos colaterais podem demorar até 15 dias para se manifestar.

Similar articles

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Onde estamos

Av. Paulista, 326 - Conj. 35
São Paulo - SP
(próximo a estação Brigadeiro do Metrô)

Atendimento

Tel: 3266-4848

medibel@medibel.com.br